Ex-alunas do Imes, psicólogas têm trabalho selecionado para apresentação em Lisboa

O trabalho de conclusão de curso (TCC) das psicólogas Roberta D’Avanzo Sant’Ana e Ana Carolina Ferreira Maia, ex-alunas do Imes Catanduva, que teve orientação do Psicólogo Judiciário e também ex-professor do Imes Paulo Celso Pereira, foi selecionado recentemente para apresentação no “IX Congresso Internacional de Psicologia da Criança e do Adolescente: Sustentabilidade e saúde mental em contexto familiar”, na Universidade Lusíada de Lisboa, em Lisboa, Portugal.
O trabalho, cujo tema é ”Alienação Parental: Um desafio para o Poder Judiciário e para a Psicologia Jurídica”, aborda o fenômeno da alienação, que tem sido comum em ações de separação conjugal, guarda de filhos e regulamentação de visitas. “As estratégias de enfrentamento do fenômeno pela Psicologia e pelo Poder Judiciário foi enviado a Portugal em dezembro de 2017, onde foi selecionado para entrar na programação do Congresso, que se realizou no primeiro semestre de 2018. O orientador, Paulo Celso Pereira, foi o representante legal do trabalho onde foi elogiado por se tratar de um tema atual e um assunto que vem ganhando grande visibilidade tanto na Psicologia quanto no Direto”, comentaram as psicólogas e autoras do trabalho Roberta e Ana Carolina.
Além da apresentação, o trabalho está prestes a ser publicado na “Revista de Psicologia da Criança e do Adolescente”, que é uma revista científica multidisciplinar que procura publicar resultados de novas pesquisas e intervenções.
Para as psicólogas Roberta D’Avanzo Sant’Ana e Ana Carolina Ferreira Maia, “ter um trabalho selecionado pela banca de outro país, no caso Lisboa, com convite para ir até lá apresenta-lo, em um congresso internacional, é motivo de orgulho e reconhecimento, uma motivação para novas pesquisas na área”.
Segundo o Psicólogo Judiciário e Professor Paulo Celso Pereira, “tive a imensa satisfação de apresentar o trabalho desenvolvido em conjunto com as Psicólogas Ana Carolina e Roberta D`Avanzo no IX Congresso Internacional da Criança e do Adolescente na Universidade Lusíada de Lisboa, em Lisboa / Portugal. O tema trabalho do trabalho é inovador e teve boa receptividade pelos ouvintes durante a apresentação no congresso. À convite da comissão científica do evento, o trabalho foi escrito em artigo para publicação e encontra-se no prelo”.

36561493_1889416067775953_1025989746242879488_n

Anúncios

Imes abre curso de extensão de Psicologia, ainda com vagas para interessados

O curso de Psicologia do Imes abriu, no último dia 12, o curso de extensão “Práticas e intervenções de saúde”, que será realizado no campus da instituição até dia 30 de junho, com aulas aos sábados, das 8h às 13h. Dezenas de alunos estão matriculadas (fotos abaixo), e ainda há vagas para novos interessados. “Este curso traz uma contribuição importante para os profissionais de diversas áreas que integram equipes de saúde e atuam em locais como centros de saúde, hospitais e clínicas especializadas. Propõe formar espaços de aprendizagem e trocas de experiências para aquisição de habilidades teórico-práticas, para atuação em diferentes sub-áreas no contexto de Saúde Hospitalar”, comentou a coordenadora do curso de Psicologia do Imes, Profa. Mara Rosana Pedrinho.

Público-alvo: Alunos, ex-alunos e profissionais da saúde.

Carga horária: 30h, com certificação.

Inscrições na tesouraria do Imes.

Mais informações pelo telefone 3531-2200

Imes lança dois cursos de extensão, nas áreas de Psicologia e Fisioterapia

Dois novos cursos de extensão, nas áreas de Psicologia e Fisioterapia, já estão com inscrições abertas na tesouraria do Imes! O de Fisioterapia, chamado “Conceitos de Fisiologia no exercício físico”, contará com aulas de 19 de maio a 14 de julho, aos sábados, das 13h às 17h, ministrado por diversos professores, enquanto que o de Psicologia, intitulado “Práticas e intervenções de saúde”, será de 12 de maio a 30 de junho, também aos sábados, das 8h às 13h.
Além deles o Imes lançou há duas semanas os cursos de extensão “Diagnósticos por imagens – Uma abordagem contemporânea em Odontologia”, de 28 de abril a 09 de junho (realizado aos sábados, das 8h às 13h) e “Matemática para concursos”, de 05 de maio a 9 de junho (aos sábados, das 8h às 13h). Todos são abertos ao público externo interessado nas atividades.
Abaixo mais informações no fôlder de Psicologia.

psicologia - extensão

Drama de horror abre o Cine Debate 2018 neste sábado

O Cine Debate 2018 do Imes Catanduva tem início neste sábado, dia 17, com a exibição do filme “Garota sombria caminha pela noite” (2014, 101 minutos), uma produção norte-americana dos gêneros drama e horror, que concorreu a mais de 40 prêmios, dentre eles o Sundance, o maior festival de cinema independente do mundo.
O evento, gratuito e aberto ao público, será das 14h às 17h, no auditório do Senac Catanduva, e novamente neste ano contará com a parceria do Sesc e do Senac Catanduva. No final da sessão, o professor do Imes, jornalista e crítico de cinema Felipe Brida, irá conduzir um debate acerca do filme.

Sinopse

Em Bad City, uma cidade iraniana fantasma por onde perambulam prostitutas e traficantes, uma vampira solitária tenta estabelecer ordem no caos, assassinando homens que cometeram crimes contra mulheres. Até que se apaixona por um garoto triste, sem saber como lidar com esse sentimento diferente.

 

maxresdefault

Cine Debate

O Cine Debate, um projeto de extensão criado pelo curso de Psicologia do Imes Catanduva, completa seis anos de existência em 2018. A programação está fechada, com exibição de filmes importantes e premiados, e na edição deste ano exibirá o filme de encerramento de duas mostras especiais do Sesc – “Mostra Sci-fi” (com filmes antigos de ficção científica) e “Mostra Ingmar Bergman” (com obras em homenagem aos 100 anos do renomado diretor sueco).
Abaixo a programação completa:

Dia 28/04 – 14h – Eu, Daniel Blake (2016, 100 min)

Dia 19/05 – 14h – Irmã (2016, 91 min)

Dia 16/06 – 14h – Ovelha negra (2015, 93 min)

Dia 21/07 – 14h – Eles vivem (1988, 94 min) – Especial Mostra Sci-fi

Dia 18/08 – 14h – Taxi Teerã (2015, 82 min)

Dia 15/09 – 14h – Sonata de outono (1978, 99 min) – Especial Mostra Ingmar Bergman

Dia 20/10 – 14h – Na ventania (2014, 90 min)

Dia 24/11 – 14h – Viver é fácil com os olhos fechados (2013, 108 min)

Coordenadora de Psicologia integra banca de Mestrado na Unicamp

A professora Dra Mara Rosana Pedrinho, coordenadora do curso de Psicologia do Imes, integrou a Comissão Examinadora de Mestrado do aluno André Luís Dolencsko, na Unicamp/Campinas, no dia 20 de fevereiro. O projeto do estudante, intitulado “O direito à educação para pessoas com transtornos mentais: articulação entre as políticas nacionais de educação especial e inclusive e a saúde”, obteve aprovação.
Integraram também a banca as professoras Dra. Ana Elisa S. Queiroz Assis e Dra. Debora Cristina Jeffrey, ambas da Unicamp.

MARA

 

Professora de Psicologia do Imes é aprovada em Doutorado na UnB

Professora do curso de Psicologia do Imes, Jesselyn Tashima defendeu seu Doutorado, no dia 23 de fevereiro, em Psicologia Social, do Trabalho e das Organizações na Universidade de Brasília (UnB), onde foi aprovada.
O título do trabalho foi “Adaptação cultural de imigrantes brasileiros no Japão”.

20b32f44-fc7f-4bf0-aba1-2cefeac927a5

Cine Debate do Imes tem início em março com boas novidades para 2018

O Imes Catanduva, em nova parceria com o Sesc e o Senac Catanduva, dá início, no próximo mês, ao Cine Debate 2018, que completa seis anos de existência. A programação com os filmes do ano inteiro já está fechada (disponível abaixo), com as exibições no mesmo molde das edições anteriores – gratuito e aberto ao público, uma vez por mês aos sábados, das 14h às 17h, no auditório do Senac Catanduva. O professor Felipe Brida, dos cursos de Psicologia e Publicidade e Propaganda do Imes, continuará responsável por conduzir os debates no final.
A grande novidade deste ano é a exibição do premiado filme franco-britânico “Eu, Daniel Blake” (2016), vencedor do Bafta e da Palma de Ouro em Cannes, e também duas mostras especiais do Sesc, cujo filme de encerramento será em duas sessões do Cine Debate – “Mostra Sci-fi” (com filmes antigos de ficção científica) e “Mostra Ingmar Bergman” (com obras em homenagem aos 100 anos do renomado diretor sueco).
Vamos prestigiar, participar e debater! Confira abaixo a programação completa do Cine Debate 2018. Anote as datas na agenda!

 

Dia 17/03 – 14h – Garota sombria caminha pela noite (2014, 101 min)

Dia 28/04 – 14h – Eu, Daniel Blake (2016, 100 min)

Dia 19/05 – 14h – Irmã (2016, 91 min)

Dia 16/06 – 14h – Ovelha negra (2015, 93 min)

Dia 21/07 – 14h – Eles vivem (1988, 94 min) – Especial Mostra Sci-fi

Dia 18/08 – 14h – Taxi Teerã (2015, 82 min)

Dia 15/09 – 14h – Sonata de outono (1978, 99 min) – Especial Mostra Ingmar Bergman

Dia 20/10 – 14h – Na ventania (2014, 90 min)

Dia 24/11 – 14h – Viver é fácil com os olhos fechados (2013, 108 min)

573227

Alunas de Psicologia ministram palestra sobre Bullying em projeto pioneiro

A Escola Adventista de Catanduva recebeu, no dia 23 de novembro, as alunas do 5º de Psicologia do Imes Catanduva Roberta D’Avanzo Sant’Ana e Ana Carolina Ferreira Maia para ministrar a palestra “Bullying Não é Brincadeira”. Com um discurso temático pertinente, utilizando material do Conselho Nacional Justiça 2015 (Projeto Justiça na Escola), a palestra teve como objetivo combater o bullying escolar e conscientizar os alunos que o Bullying não se trata de uma brincadeira – para isso é necessário aprender a identifica-lo e assim prevenir e erradicar esse triste fenômeno social.
Pode-se identificar o Bullying por atitudes agressivas, repetidas e praticadas por um ou mais alunos contra outro, sendo atitudes intencionais, portanto, não se trata de uma simples brincadeira, podendo ocorrer em qualquer contexto social, como escolas, universidades, famílias, vizinhança e locais de trabalho.
“O evento veio reforçar que a escola precisa enfrentar esse problema, trazendo informações aos alunos, construindo estratégias para favorecer o bem estar psicossocial no ambiente educativo, e que a escola não pode ser um local de homogeneização, mas sim de respeito aos valores e as diferenças”, comentaram as duas alunas palestrantes.