Cine Debate traz filme polonês ganhador do Oscar

O Cine Debate do Imes Catanduva exibe, neste sábado, dia 16, o drama polonês “Ida” (2013), vencedor do Oscar e do Bafta de melhor filme estrangeiro. Foi ainda indicado ao Oscar na categoria de fotografia e ao Globo de Ouro de fita estrangeira. A exibição, gratuita e aberta ao público, tem início às 14h, no auditório do Senac Catanduva (Rua Santos, 300 – Vila Rodrigues), e logo depois haverá um debate mediado pelos professores do Imes Felipe Brida e Lilian Cantelle. Os participantes receberão certificado. O Cine Debate completou cinco anos de existência e é uma parceria do Imes Catanduva com o Sesc e o Senac Catanduva.

Sinopse:

Às vésperas de assumir seus votos como freira, a noviça Anna descobre revelações impressionantes de seu passado, ligado à Polônia nos anos de dominação nazista.

filmes_9845_21062663_20131202125019357.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx

Anúncios

Curso de Psicologia promove evento especial em comemoração ao Dia do Psicólogo

Em comemoração ao Dia do Psicólogo (27 de Agosto), o curso de Psicologia do Imes Catanduva preparou um evento especial, realizado na última terça-feira (dia 29 de agosto), no auditório da Biblioteca Municipal.
A abertura deu-se com a leitura de um texto da aluna do 5° ano de Psicologia Roberta D’Avanzo Sant’Ana, em homenagem aos psicólogos e futuros profissionais; em seguida a coordenadora do curso, Profa. Dra. Mara Rosana Pedrinho, leu os princípios fundamentais do Código de Ética e ressaltou a importância deles para uma prática psicológica ética.
Logo depois houve uma palestra sobre “A Psicologia e sua participação no Sistema de Garantias de Direitos”, ministrada pela psicóloga Janaina Darli Duarte Simão (formada em Psicologia pela Unesp/Assis, mestre em Psicologia Clínica pela Unesp/Assis, com Especialização em Gestão de Políticas Públicas pela Famerp e coordenadora da Alta Complexidade da Proteção Social Especial da Secretaria Municipal de Assistência Social de São José do Rio Preto).
Após a palestra cinco ex-alunos do curso de Psicologia encerraram o evento com uma roda de conversa. Foram eles: Ricardo Gasolla, Felipe Miranda Zanetti, Danieli Maiara Brais Mazoca, Cristiane Ligeiro e Anna Caroline Talhari. “Eles compartilharam um pouco de suas experiências profissionais nos dias de hoje. E no fim houve sorteio de brindes”, comentou a aluna Roberta D’Avanzo.
Conheça, abaixo, os princípios fundamentais do Código de Ética aplicado na Psicologia. Para saber mais, acesse o site do Conselho Regional de Psicologia

http://www.crpsp.org.br/portal/orientacao/codigo/fr_codigo_etica_new.aspx

  • O psicólogo baseará o seu trabalho no respeito e na promoção da liberdade, da dignidade, da igualdade e da integridade do ser humano, apoiado nos valores que embasam a Declaração Universal dos Direitos Humanos.
  • O psicólogo trabalhará visando promover a saúde e a qualidade de vida das pessoas e das coletividades e contribuirá para a eliminação de quaisquer formas de negligência, discriminação, exploração, violência, crueldade e opressão.
  • O psicólogo atuará com responsabilidade social, analisando crítica e historicamente a realidade política, econômica, social e cultural.
  • O psicólogo atuará com responsabilidade, por meio do contínuo aprimoramento profissional, contribuindo para o desenvolvimento da Psicologia como campo científico de conhecimento e de prática.
  • O psicólogo contribuirá para promover a universalização do acesso da população às informações, ao conhecimento da ciência psicológica, aos serviços e aos padrões éticos da profissão.
  • O psicólogo zelará para que o exercício profissional seja efetuado com dignidade, rejeitando situações em que a Psicologia esteja sendo aviltada.
  • O psicólogo considerará as relações de poder nos contextos em que atua e os impactos dessas relações sobre as suas atividades profissionais, posicionando-se de forma crítica e em consonância com os demais princípios deste Código

 

Cine Debate reúne novos participantes e completa cinco anos com um público de 700 pessoas

O Cine Debate do filme “Uma viagem extraordinária”, promovido no último sábado, dia 19, reuniu 14 pessoas, muitos deles conhecendo o evento pela primeira vez (fotos abaixo). Estiveram presentes alunos e ex-alunos de diversos cursos do Imes e da Fipa, professores de outras instituições e também alunos do Senac, além de outras pessoas interessadas. Foi servido café, pipoca doce e bolachas de chocolate, e após a exibição do filme, no auditório do Senac, houve debate sobre a obra, conduzido pelos professores Felipe Brida e Lilian Cantelle.
O Cine Debate do Imes Catanduva comemora cinco anos de existência e nesse período houve cerca de 60 sessões, de filmes variados, e um público de mais de 700 pessoas. É um projeto de extensão do curso de Psicologia, em parceria com o Sesc e o Senac Catanduva, promovido uma vez por mês aos sábados à tarde, gratuito e aberto ao público. O evento fornece certificado de horas. Participem!

Professor de Psicologia e Fisioterapia do Imes publica livro e artigo sobre o MST

O professor Leandro Amorim Rosa, dos cursos de Psicologia e Fisioterapia do Imes Catanduva, publicou recentemente um livro e um artigo científico, ambos com o mesmo tema, os militantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). Sobre o livro, intitulado “Lutar, verbo transitivo – Uma perspectiva psicopolítica sobre militantes e educadores do MST”, publicado pela editora Prismas, o material partiu da pesquisa que Leandro desenvolveu durante o Mestrado em Psicologia na Universidade de São Paulo (USP), de Ribeirão Preto. “A obra aborda o processo de militância de membros do MST a partir da psicologia histórico-cultural e do pensamento político gramsciano”, comentou o professor. O livro encontra-se disponível para aquisição pelo link da editora Prismas,

http://editoraprismas.com.br/produto/7911046/Lutar-verbo-transitivo—sobre-militantes-e-educadores-do-MST

Já o artigo científico, “Potencial terapêutico da participação em movimentos sociais: um estudo a partir de militantes do MST”, foi publicado na revista “Saúde & Transformação Social” (ISSN 2178-7085, Florianópolis, v.8, n.1, p.72-83, 2017), disponível no link abaixo:

http://incubadora.periodicos.ufsc.br/index.php/saudeetransformacao/article/viewFile/4375/4965

Encontro

Professor Leandro também participou do “II Encontro Brasileiro de Pesquisadores do Núcleo de Pesquisa Dialética Inclusão/Exclusão Social (NEXIN)”, realizado no dia 23 de junho deste ano na PUC-SP, onde fez uma fala sobre ocupações estudantis do interior paulista a partir da psicologia histórico-cultural.

 

Duas alunas de Psicologia representam o Imes na Semana da Pessoa com Deficiência

As alunas de Psicologia do Imes Roberta D’Avanzo Sant’Ana e Ana Carolina Ferreira Maia representaram o Imes Catanduva na abertura oficial da Semana da Pessoa com Deficiência, realizado no dia 14 de agosto, no campus sede da Fipa (Faculdades Integradas Padre Albino – Catanduva), com realização do Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência, Instituto dos Deficientes Visuais de Catanduva, Câmara Municipal, Prefeitura Municipal e APAE, contando com parceiros como Fipa, Senac e OAB.
O evento teve início com a palavra de autoridades municipais e seus organizadores, que citaram a importância do assunto assim como do evento. Em seguida houve uma apresentação de dança inclusiva e uma palestra com Dra. Daniela Leal, Doutora em Psicologia da Educação, Docente do Programa de Pós-graduação em Educação do Centro Universitário Moura Lacerda – Ribeirão Preto/SP, com o tema: ”No meio do caminho tinha uma pérola: as contribuições da LBI à Educação”, que falou da importância da inclusão social de crianças com deficiência na escola.
Por último houve outra palestra, com Marlene Batista, tradutora e intérprete de Libras no Senac Catanduva, que discorreu sobre “A importância da intérprete de Libras na Educação”.
Segundo o organizador do evento, Francisco Rodrigues Neto, vice-Presidente do Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência, “a Semana da Pessoa com Deficiência tornou-se uma importante ferramenta para discutir o tema junto à sociedade. Ao longo da Semana, foram realizadas diferentes atividades em diferentes locais, atingindo diferentes grupos. As palestras realizadas na segunda, por exemplo, tiveram como público alvo, alunos de diferentes cursos superiores. Estes serão, muito em breve, futuros profissionais e, por isso, é importante que tenham acesso a essas informações”.
“O tema inclusão é um assunto, um debate em movimento, em que a Psicologia vem como instrumento de apoio em serviço da construção do direito à Educação Inclusiva, acolhimento com crianças, adolescentes e adultos que têm sido excluídos por serem considerados deficientes, diferentes, seja qualquer nomenclatura utilizada. Temos que organizar mais campanhas iguais a essa para informar, para construir o direito da inclusão em qualquer lugar que seja, reivindicar investimentos na ampliação de serviços para que a inclusão realmente aconteça”, comentaram as alunas Roberta e Ana Carolina.

20891356_1558849694165927_1856047091_n

Professor de Psicologia do Imes publica novo livro

O sociólogo Edison Bariani Junior, professor do curso de Psicologia do Imes Catanduva, acaba de publicar seu mais novo livro, A sociedade como ficção: romance e interpretação social no Brasil do século XIX, a ser lançado pela editora CRV e disponível no site desta. O autor, que já publicou os livros Administração pública no Brasil: breve história política (com Christina Andrews), A sociologia no Brasil: uma batalha, duas trajetórias (Florestan Fernandes e Guerreiro Ramos), Guerreiro Ramos e a redenção sociológica: capitalismo e sociologia no Brasil, Uma sociologia abortada: Tobias Barreto e a crítica da sociologia, agora aventura-se pelo romance novecentista como forma de interpretação da sociedade brasileira, fazendo um panorama histórico-sociológico e literário do país. O livro é resultado de um trabalho de pós-doutorado desenvolvido na Unesp São José do Rio Preto, sob a supervisão do Prof. Dr. Marcio  Scheel, que também prefacia o volume.
No livro, o autor aborda o romance moderno brasileiro, que emerge por volta da metade do século XIX e não somente representa literariamente a vida, como também promove uma interpretação da sociedade brasileira. “Considerando a análise crítica de romances de Macedo, Alencar, Bernardo Guimarães, Franklin Távora, Taunay, Aluísio Azevedo, Raul Pompéia, Inglês de Souza e outros, até Machado de Assis, é possível compreender a vida social brasileira do período e entender a ideia de sociedade que predominava, a sociabilidade, os grupos sociais, as instituições, o status, o prestígio, os interesses, as posições políticas e visões de mundo, a partir de perspectiva individual, singular e suas articulações com a totalidade social. Desse modo, o romance propicia, por outros meios que não os científicos, uma interpretação racional da sociedade brasileira em profundidade que, até então, não havia sido feita pelas Ciências Sociais, bem como foi um tanto relegada pela cultura científica posterior”, comentou Edison Bariani.
Promovendo uma curiosa interação entre sociologia, história, literatura e estética, o autor mapeia e interpreta os principais romances brasileiros do século XIX no intuito de encontrar uma interpretação social, distinta das ciências humanas e autônoma como conhecimento, da sociedade brasileira.

thumbnail_Edison-Bariani_16x23cm

Cine Debate exibe hoje fita francesa de aventura e comédia

O Cine Debate do Imes Catanduva exibe, na tarde de hoje, o filme francês de aventura e comédia “Uma viagem extraordinária” (2013), dirigido pelo premiado cineasta Jean-Pierre Jeunet, o mesmo de “O fabuloso destino de Amélie Poulain”. O evento é gratuito e aberto ao público, com início a partir das 14h, no auditório do Senac Catanduva (Rua Santos, 300 – Vila Rodrigues). Logo depois da exibição haverá um debate mediado pelos professores do Imes Felipe Brida e Lilian Cantelle. Os participantes receberão certificado.
O Cine Debate completou cinco anos de existência e é uma parceria do Imes Catanduva com o Sesc e o Senac Catanduva.

Sinopse:

Aos doze anos de idade, T.S. Spivet é um garoto superdotado, apaixonado por cartografia. Quando ele ganha um prêmio científico prestigioso, decide abandonar sua família em Montana para atravessar sozinho os Estados Unidos, rumo a Washington. O único problema é que o júri não sabe que o vencedor ainda é uma criança.

20046793_1421933934563354_2833006527081062762_n